03/01/2018 (OP) Produtores avaliam preços - CDL Fortaleza

Clipping

03/01/2018 (OP) Produtores avaliam preços

Além de facilitar a rota de exportação para produtos do Ceará, a expectativa dos setores de flores, frutas e pescados é o aumento da competitividade dos seus mercados com o hub da Air France-KLM. Mas, a decisão pelo modal aéreo depende de de avaliação do preço.

O diretor da Naturayo, Thomas Reeves, diz que, nesse momento, o mercado de flores, plantas ornamentais e folhagens do Ceará é candidato a ser fornecedor. Isso porque, devido a problemas climáticos na Costa Rica e Tailândia, compradores mundiais vêm buscando novos fornecedores. “O hub abre possibilidades para entrada em outros mercados, porque vai facilitar a nossa logística”, avalia.

Reeves conta que hoje o Ceará já manda produtos para os Estados Unidos, Canadá e Europa. Mas, com o hub, outros mercados, como Ásia e Oriente Médio, podem ser conquistados. “Existe demanda no Japão e Coreia, que estão sendo prospectados”, afirma. Acrescenta que o maior número de voos e frequências pode baratear os fretes e dar mais competitividade.

O presidente do Sindicato das Indústrias de Alimentação e Rações Balanceadas do Estado do Ceará (Sindialimentos), André Siqueira, diz que se o preço do frete aéreo ficar mais barato é possível estudar a exportação pela via aérea. Hoje, toda a venda da indústria de polpa de frutas, produtos naturais, temperos, carne e ração para o Exterior é feita por transporte marítimo”. (Colaborou, Artumira Dutra)

Endereço: R. Vinte e Cinco de Março, 882 - Centro, Fortaleza - CE, 60060-120 | Telefone: (85) 3464.5506